Faixa

Faixa

quinta-feira, 12 de março de 2015

“Toda criança começa como uma cientista nata, e então nós arrancamos isso delas”


“Toda criança começa como uma cientista nata, e então nós arrancamos isso delas” 

“Toda criança começa como uma cientista nata, e então nós arrancamos isso delas. Entre as características que ele valorizava em um cientista e em qualquer outra pessoa estão a curiosidade e a imaginação, traços típicos das crianças. Para o astrônomo, pensar cientificamente era algo como interrogar de forma metódica diversos aspectos da natureza, o que não deixa de ser uma forma de curiosidade aplicada. A respeito da imaginação, ele acreditava ser um dos motores fundamentais do conhecimento humano.”

Leia o texto completo, “12 reflexões que vão te introduzir ao pensamento de Carl Sagan”, na Revista Galileu, clicando aqui.

Conheça o Portal Carl Sagan (inglês), clicando aqui.

Leia também “Homens, Mulheres e "Crianças" no "pálido ponto azul" e assista ao vídeo “O Pálido Ponto Azul”, clicando aqui.

Comentário de Paqonawta:

Um exemplo... Até quanto a escola deforma, conforma, reprime, entristece, “involui" a raça humana, destrói a Criança que chega ao mundo e cumpre um papel de “regredi-la” a Leão e, depois a Camelo (Nietzsche)?

Numa outra pequena frase, atribuída a Sagan, percebemos o quanto como adultos já "des-transformados" da "criancice" temos a capacidade de desencorajar as crianças a descobrirem as belezuras da vida: "Em algum lugar, alguma coisa incrível está à espera de ser descoberta".


Então, como, onde, quando e porquê nós podemos fazer menos por "roubar" da criança a sua infância, quando seus direitos são os primeiros a serem subtraídos dela?

Um comentário:

  1. Linda mensagem trazendo a expertise científica a natureza mais humana!

    ResponderExcluir